FRENTES Arquitetura
logo FRENTES
 
   
       
 

FAEX
FACULDADE DE EXTREMA
Extrema, MG
2012
10.000 m2

O NOVO EDIFÍCIO DA FAEX

O CONCEITO DE INFRARQUITETURA

Garantir a DIVERSIDADE enquanto a possibilidade de aquisição permanente de INFORMAÇÃO e CONHECIMENTO foi uma das premissas geradoras de nossa proposta, já que dentro de uma faculdade, este seria um dos legados mais relevantes. Paralelamente a esta abordagem, o CONCEITO fundamental deste projeto foi baseá-lo não apenas na ARQUITETURA mas, sobretudo, na INFRAESTRUTURA.

O edifício foi concebido para ser um equipamento CONDENSADOR DE DIVERSIDADES e GERADOR DE EVENTOS, capaz de produzir MÚLTIPLOS ESPAÇOS para as atividades didáticas e eventos diversos, noturnos ou diurnos. Funcionará como uma espécie de caixa de ferramentas que promoverá o PLUG-IN de acessórios e dispositivos necessários às diversas configurações espaciais, instituindo uma espontaneidade de usos dos espaços e um desenho ABERTO a ser permanentemente TRANSFORMADO.

SALAS DE AULAS

Os 4 pavimentos serão transformados em PLATAFORMAS MULTIFUNCIONAIS e FLEXÍVEIS. As salas de aulas, configuradas em forma de anfitetatro, serão MODULARES. Para isso, adotamos como compartimentador das salas divisórias multidirecionais que quando recolhidas ou expandidas vão gerar espaços de diferentes dimensões e layouts.

Devido à crescente importância da tecnologia atualmente adotada nos edifícios, as salas de aulas serão projetados para acomodar uma rede de computadores com estações de trabalho em cada mesa, além de projetores multimídia e uma CPU, conectada em rede com um servidor central localizado em uma sala de T.I. (Tecnologia e Informática)

O AUDITÓRIO MULTINIVELADO

O auditório, elemento mais marcante do projeto, revelará o caráter flexível e transformador do edifício, já que terá a capacidade de ser convertido em salas de aulas através da adoção de sistema de divisórias multidirecionais, dividindo-o em fatias independentes. Os auditórios serão fechados externamente por uma pele de vidro e internamente por de um sistema de cortinas acústicas, permitino que a platéia no interior do auditório veja o movimento tanto interno quanto a paisagem da cidade e vice-versa. Quando os eventos que estiverem acontecendo prescindirem de privacidade, conforto acústico e iluminação controlada, as cortinas serão fechadas. Caso contrário, poderemos deixar tudo aberto.

ATRIUM

Todas as atividades programadas serão dispostas em torno de um ATRIUM central com ILUMINAÇÃO ZENITAL que servirá como mediador para os programas do edifício. Com as partes funcionais e programáticas da faculdade voltadas para este espaço, as atividades serão visíveis a partir do hall central, reforçando a imagem da escola como um lugar de COMUNICAÇÃO, DISCUSSÃO e DEBATE DE IDÉIAS.

SUSTENTABILIDADE

Para garantir um ciclo de vida SUSTENTÁVEL ao projeto, optamos pela utilização da estrutura metálica e elementos industrializados para vedação, fechamentos e pisos, racionalizando a construção e dando-lhe robustez, grande durabilidade e facilidade de execução.

A decisão dos materiais empregados na construção do edifício será tomada dentro dos valores que eles proporcionarão no âmbito dos CUSTOS, facilidade na INDÚSTRIA, transparência ou opacidade, acústica, ventilação, iluminação, conforto ambiental e SUSTENTABILIDADE.

No campo da ECOEFICIÊNCIA, o objetivo desta intervenção será fomentar a reciclabilidade dos materiais, maximizar a utilização sustentável de recursos renováveis, estender a durabilidade dos produtos, promover a educação dos consumidores para um uso mais racional dos recursos naturais e energéticos, implantar sistema de iluminação automático, reduzindo gastos supérfluos de luz, adotar o uso de lâmpadas de baixo consumo e reciclagem dos resíduos sólidos. Além disso, adotamos como fechamento externo do edifício painéis de chapa perfurada distanciados 50cm das fachadas. Estes painéis terão perfurações de diferentes tamanhos, possibilitando um maior controle da incidência solar dentro dos compartimentos.

A Construção será rápida e “seca” devido a utilização quase total de materiais industrializados, o que ajuda no controle do processo e da qualidade da obra.

MÁQUINA DE ENSINAR

A Faex atrairá cada vez mais a EXCELÊNCIA no que diz respeito ao seu corpo docente, alunos e conferencistas visitantes devido a sua capacidade em realizar atividades e funções únicas.

As liberdades que estamos oferecendo e a habilidade para mover-se entre configrações espacias disitintas serão possíveis gerando um mínimo de custos operacionais.

Para isso, o investimento em INFRAESTRUTURA será maior do que em ARQUITETURA e, no decorrer do tempo, devido à estratégia de implantação do empreendimento priorizando a infraestrutura, ele se valorizará. Poderemos chamá-lo de MÁQUINA DE ENSINAR.

EXTRA

Para que o empreendimento gere RECEITA, acrescentamos ao programa um SALÃO DE BAILE no último pavimento. Este espaço poderá ser alugado por pessoas da cidade e da região, incrementando o orçamento da Faculdade para pagar os custos operacionais e de manutenção do edifício e ainda gerar lucro. No dia-a-dia, este andar será configurado para receber as atividades didáticas da Faculdade. Nos fins de semana ou no período de férias, poderá ser usado para a formatura dos alunos, visitantes de vários lugares que poderão alugar o espaço pra festas de debutantes, casamentos, encontros de empresas, simpósios e até se tonar um pequeno Centro de Convenções.

Além disso, implementamos na sua cobertura um grande TERRAÇO AO AR LIVRE, contendo área de lazer, jardins, bar e um cinema ao ar livre. Este espaço será acessível pelos elevadores e escadas do núcleo central de circulação vertical ou ainda através de uma grande escada/arquibancada situada acima do auditório no último pavimento.

A possibilidade de termos diversos EVENTOS EXTRA CURRICULARES neste edifício trará um enorme benefício para o empreendimento em curto prazo.

CONCLUSÕES

Seja por iniciativa dos alunos, professores ou convidados, este edifício será um lugar onde serão programadas múltiplas atividades, promovendo a aquisição de conhecimento de uma forma INOVADORA. Em todo o momento, a configuração da faculdade permitirá novas situações e possibilitará toda a sorte de RECONVERSÕES.

Ao construir uma ESTRUTURA COM GRANDE FLEXIBILIDADE, o projeto estabelecerá uma PLATAFORMA hábil para articular um conjunto de situações ricas e diversas, interessantes para um espaço de ensino.

O novo edifício da Faex, monumental em seus objetivos, será um marco para Extrema e cidades vizinhas, além de um exemplo notável de como fazer da infraestrutura um todo que integra TECNOLOGIA e ARTE.

Ficha técnica

Arquitetura: José Alves + Juliana Corradini

Colaboradores:

Camila Nogueira
Larissa Galastri
Luiz Gustavo Sobral
Ivan Souto