FRENTES Arquitetura
logo FRENTES
 
   
       
 

Concurso Complexo-Hotel Paineiras
COMPLEXO - HOTEL PAINEIRAS
Concurso Público Nacional para Estudo Preliminar de Arquitetura e Urbanização – Rio de Janeiro, 2009

PROMENADE CARIOCA


Eleito uma das sete novas maravilhas do mundo, o Cristo Redentor, situado no Parque Nacional da Tijuca, a 710 metros de altura, descortina um admirável panorama do Rio de Janeiro e é visto de diversos pontos da cidade. Recebe anualmente mais de 1,2 milhões de visitantes, sendo que no mês de janeiro pode alcançar a marca de 200 mil. Atualmente o acesso ao Cristo é desorganizado e o Hotel Paineiras encontra-se abandonado e desconectado da área de acesso e baldeação dos visitantes ao morro do Corcovado, tendo seu enorme potencial turístico desperdiçado.
Tendo consciência da monumentalidade da estátua do Cristo Redentor, que deve reinar soberana no morro, projetamos a Estação de Transferência, com estacionamento, áreas de embarque e desembarque, bilheterias, administração e apoio ao público em um edifício horizontal que faz a ligação entre o desnível existente, de aproximadamente 9 metros, entre a Estrada das Paineiras e o térreo do Hotel Paineiras. Desse modo, integramos os planos existentes com um baixo impacto visual na paisagem, atraindo o público a circular pela promenade criada no nível térreo do Hotel e a desfrutar a belíssima vista do local.
O Hotel Paineiras torna-se o coração da intervenção, com áreas de exposição e apresentações ao livre, lanchonete e restaurante panorâmicos no térreo e Centro de Convenções no 1º subsolo, voltado para a deslumbrante mata. Mantemos o edifício existente, preservando sua história, que é um pedaço da história do Rio de Janeiro. Nos 1º e 2º pavimentos realizamos as adaptações necessárias para acomodar 41 apartamentos, modernizados seguindo os padrões internacionais de configuração das unidades. Visando tornar a estadia dos hóspedes uma experiência única e agradável, criamos áreas de lazer, tais como fitness center, sala de leitura e internet, salão de jogos, brinquedoteca e home theater, no 2º pavimento. Devido à redução do número de apartamentos, demolimos o 3º pavimento, que não fazia parte da construção original e criamos neste piso um solarium com deque, piscina, sauna, duchas e bar sobre piso elevado, valorizando o grande diferencial do Hotel, que é sua vista e sua forte ligação com a floresta.
Integramos totalmente o espaço existente entre o Complexo e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade estendendo a cota de nível do térreo do Hotel até a porção frontal do casarão, realizando a ligação dos níveis através de uma rampa coberta e de uma larga escadaria, que funciona também como arquibancada.
Operacionalmente, separamos os fluxos de visitantes, hóspedes e funcionários, criando entradas e circulações independentes. Áreas técnicas e de equipamentos estão estrategicamente situadas nos subsolos e shafts realizam a circulação vertical das instalações. A cozinha da lanchonete e restaurante desdobra-se em dois pavimentos (térreo e 1º subsolo), com separação de funções, mas totalmente interligadas através de monta-carga, que também se comunica com o bar do 3º pavimento com a governança dos 1º e 2º pavimentos, atendendo os públicos de todos os andares com economia e eficiência de recursos.
No cume do Morro do Corcovado, o Cristo Redentor é o grande marco da cidade do Rio de Janeiro e deve continuar assim, eternamente absoluto. Nosso objetivo ao idealizarmos esse projeto não foi realizar um edifício vertical que emergisse da mata e, assim como o Cristo, se revelasse aos cariocas. Pelo contrário, quisemos um edifício horizontal, inserido gentilmente na exuberante Floresta da Tijuca, que fosse uma continuação do Hotel, dinâmico, potencializando o conjunto, renovando a infra-estrutura do Complexo e criando um centro de lazer, convivência, cultura e descanso. Surgindo como uma magnífica promenade na floresta, pousada no meio de um vale, em um nível entre o mar e o Redentor, esta plataforma é arrebatadora e com um desenho singelo cria um novo futuro para o Complexo Hotel Paineiras, valorizando a natureza do seu entorno e a grandeza de seu passado.

Ficha técnica

Arquitetura: José Alves + Juliana Corradini